Preocupações e medos de alugar hoje em dia


Para qualquer pessoa, um imóvel pode representar duas coisas. Um lar, uma moradia, o lugar onde dorme e passa boa parte de seus dias. Ou então um bem, um ativo, um investimento, caso esteja em seu nome mas não seja sua residência atual. Em qualquer um dos casos, ninguém negligencia os cuidados com o imóvel.

Afinal, na primeira hipótese, estamos falando de onde a pessoa vive. Se esse espaço não está do jeito que ela deseja, a qualidade de vida é prejudicada. Na outra situação, tratar o imóvel com desleixo é deixar que ele desvalorize. Por essas e outras, não são poucos os medos e preocupações de quem quer alugar hoje em dia. Seja inquilino ou proprietário.

Medo de alugar, mas, do proprietário

São dois os principais medos do proprietário que está considerando se aluga ou não o seu imóvel. O primeiro é que ele retorne danificado, que o inquilino não tome o mesmo cuidado que o dono na sua preservação. O segundo é a inadimplência. Ou seja, que o locatário não pague o que foi acordado.

É por esses dois motivos que a relação entre proprietário e inquilino deve ser formalizada em um contrato de aluguel, que estabelece valores, prazos, multas e outras regras. E também por isso que é definida uma garantia e que é feito o termo de vistoria. Sempre respeitando a Lei do Inquilinato.

Eis, aí, mais um motivo de desgosto para o proprietário: ter de lidar com toda essa burocracia. O remédio para todas essas preocupações é contar com a mediação de uma boa imobiliária. Ela vai tratar da “parte chata”, das garantias e, claro, tem o compromisso com a seleção de inquilinos confiáveis.

Preocupações do inquilino

Se o proprietário não quer receber de volta um imóvel danificado, o inquilino exige um local em boas condições para ser seu novo lar. Casas e apartamentos que não necessitam de nenhuma reforma costumam ser alugados muito mais rapidamente. Afinal, esse é um “gasto morto”, um investimento que não será recuperado quando o inquilino deixar o imóvel.

Outra preocupação do locatário é cumprir uma das formas de garantia exigidas para que o contrato seja firmado. Encontrar uma pessoa que aceite e reúna as condições necessárias para o papel de fiador é difícil para muitos. Assim, acabam sobrando alternativas que tornarão o custo final de alugar um imóvel mais caro.

Aluguel sem fiador é a solução

A Casarão Imóveis disponibiliza, em alguns de seus imóveis residenciais, a opção de aluguel sem fiador. Ela resolve o problema que acabamos de falar, do possível locatário que não tem fiador e nem condições para pagar o custo extra que um seguro fiança envolve.

Mas o aluguel sem fiador também é a solução para o medo do proprietário com a inadimplência. Isso porque o contrato será segurado pela Porto Seguros, o que representa uma proteção muito maior do que a figura do fiador – que significa apenas que há a quem cobrar.

Veja um depoimento de quem já alugou:

Para saber como funciona o aluguel sem fiador, leia esse artigo. Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, entre em contato conosco.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *