Guia da profissão: corretor de imóveis


Com um mercado de trabalho tão difícil, uma boa opção para o trabalhador é voltar o olhar para o setor imobiliário, que costuma ter uma certa resiliência a crises. Nessa área, vale a pena considerar a profissão de corretor de imóveis, um trabalho com vantagens como:

  • Flexibilidade
  • Rotina dinâmica
  • Bom retorno financeiro
  • Expansão da rede de relacionamentos

Como você sabe, os ganhos do corretor são variáveis. O lado bom disso é que, se você tem o  perfil certo, com o tempo, trabalho e experiência, aumentam seus contatos e a progressão da renda é significativa.

Qual o perfil do corretor de imóveis?

Como em qualquer profissão, para ter sucesso na carreira de corretor de imóveis é preciso possuir ou desenvolver algumas características. O principal é entender a importância dos relacionamentos nesta área.

Comprar um imóvel, mesmo que apenas como investimento, é diferente de adquirir qualquer outro bem. Os valores envolvidos são altos, e é uma operação que vai repercutir por muito tempo na vida do comprador.

Por isso, o corretor, que funciona como um mediador nesse processo, precisa ter boa comunicação e inspirar muita confiança. Além disso, deve ter capacidade de negociar para aumentar as chances de conversão.

“O perfil que estamos procurando hoje é de um profissional comunicativo, com senso de responsabilidade, determinado, que possua empatia e conhecimento e apreço pelo digital“, revela Marina Arrieche Freitas, analista de gestão de pessoas da Casarão Imóveis.

Para se diferenciar, o corretor precisa criar estratégias de marketing, e é por isso que Marina citou o “apreço pelo digital”. Os canais online — posts em redes sociais e blogs, vídeos e lives, por exemplo — são a principal oportunidade para expandir a rede de contatos e criar relacionamentos.

O que faz um corretor de imóveis?

A imobiliária é a organização que faz o meio-campo entre proprietários e possíveis compradores ou inquilinos de imóveis, garantindo o cumprimento dos direitos e deveres de ambos.

Mas é a figura do corretor que executa essa intermediação na prática. Ele atua na captação, atendimento e suporte ao cliente, tanto na venda quanto na pós-venda, esclarecendo dúvidas e fornecendo as informações necessárias.

A agenda do corretor de imóveis é bastante dinâmica e flexível. Ele pode participar da escala de plantões de vendas na imobiliária, sair para visitar imóveis com os clientes e realizar trabalho no escritório — examinar a documentação, preparar contratos e propostas, atender e fazer ligações, etc.

Como se tornar um corretor de imóveis?

De acordo com o artigo 2º da Lei Federal Nº 6.530/1978, para ser corretor de imóveis é preciso ter o título de Técnico em Transações Imobiliárias, o TTI. Informe-se sobre quais instituições oferecem a formação na sua cidade ou faça o curso a distância pelo Senac-RS.

Outra formação possível é o curso superior em Negócios Imobiliários — uma graduação tecnológica, com duração mais curta que os bacharelados.

Além do curso, é exigido que o profissional esteja registrado no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) do estado onde deseja atuar. Para registrar-se no órgão, o futuro corretor deve passar por um estágio obrigatório, que pode ser iniciado enquanto o curso está em andamento.

A partir daí, o caminho é buscar oportunidades para atuar, ganhar experiência e construir relacionamentos. A Casarão Imóveis está com vagas abertas para corretores de imóveis. Acesse o link para se candidatar ou entre em contato para saber mais.

Segundo a analista de gestão de pessoas Marina Arrieche Freitas, a imobiliária quer no seu time pessoas com os mesmos valores e princípios da empresa. Então navegue pelo nosso blog para conhecer melhor a Casarão Imóveis e seu jeito de ser.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *